Estamos Concientes e determinados de que só a diversidade dos seres vivos, constitui a "essência da vida" e de nossa energia ou força coletiva. Nosso objetivos são mudança! E isso estamos fazendo, com nossos projetos, idéias, e objetivo planetário comum de atuar local e globalmente - desenvolver sem devastar -, reconhecendo a importância da união, solidariedade, verdade, trabalho.
O sonhado desenvolvimento sustentável!
MENU
MAIS LIDOS
EVENTOS
Diretoria do IBF Eco Global
Personalidades
Parque Tecnológico Agroindustrial do Oeste
I Fórum de Planejamento de Cascavel/PR
SOS PLANETA TERRA
Biotecnologia começa a criar as biofábricas do futuro
Postado em 18/09/2009

Raízes transgênicas


A nova pesquisa emprega estruturas formadas por uma bactéria comum do solo, que infecta as plantas e incorpora seu próprio DNA no genoma da planta infectada. Introduzindo um gene específico na bactéria, os cientistas conseguem integrar esse gene no DNA da planta anfitriã.


A seguir, a planta anfitriã desenvolve um sistema complexo e disforme de raízes, perto do local da infecção. Estas "raízes cabeludas" podem ser induzidas em culturas de células que liberem o produto do gene inicialmente introduzido - um produto natural ou uma droga à base de uma determinada proteína, por exemplo - com uma estabilidade e uma produtividade impossíveis de se alcançar com a maioria das outras culturas de células vegetais.


Proteína fluorescente


No estudo, ainda inédito, Ka-Yiu San e seus colegas da Universidade de Rice, nos Estados Unidos, afirmam que os cientistas sonham há muito tempo em aproveitar o talento produtivo das raízes geneticamente modificadas para a produção industrial, mas primeiro necessitavam determinar a estabilidade a longo prazo dessas raízes.


Em sua experiência, eles acompanharam uma cultura de raízes transgênicas ao longo de 4,5 anos. No início, eles infectaram uma planta conhecida como mirta com uma bactéria causadora de raízes cabeludas que carrega um gene que codifica uma proteína fluorescente. Com isso eles geraram raízes transgênicas que contêm a proteína fluorescente.


Transferindo as pontas das raízes para um líquido limpo a cada quatro semanas, os pesquisadores criaram uma cultura da raiz que se mostrou geneticamente estável durante todo esse período, fluorescendo apropriadamente em resposta a um sinal químico específico. O DNA integrado permaneceu também inalterado durante toda a experiência. "Esta observação tem implicações importantes para o uso de culturas transgênicas em aplicações industriais," conclui o relatório.



Bibliografia:



Long-Term Maintenance of a Transgenic Catharanthus roseus Hairy Root Line

Christie A. M. Peebles, Susan I. Gibson, Jacqueline V. Shanks, Ka-Yiu San

Biotechnology Progress

September 27, 2007

Vol.: Scheduled do December Issue

DOI: 10.1021/bp0702166 S8756-7938(07)00216-0
ENQUETE
A Amazônia corre risco de extinção?
Sim
Não
Pouco
Nunca acabará
WEB RÁDIOS
ECO GALERIAS
Cascavel - por Sergio Sanderson
Ponte Molhada - Cascavel
ARQUIVO SOS
NASA earth observatory
ÁREA RESTRITA

Informe a senha para acesso

ENTRAR

 
1794697 visitas.

R.Amazonas, 477 A

Cascavel | São Cristóvão

gilnei@ibfecoglobal.org

<a href="http://www.pevermelho.art.br">Pé Vermelho Comunicação</a> PeVermelho.art.br Waldemar Lutinski Rafael Lutinski Luis Carlos de Brito desenvolvido por Pé Vermelho Comunicação